Prove que é um ser humano: 5   +   3   =  

Martinis, de desafio à porto seguro dos bartenders.

Já lí artigos chamados A Onda dos Martinis, O Retorno dos Martinis, A Era do Martini e até algo como A Moda do Martini.. Para não cair na mesmice vou nomear esse artigo de A Maldição dos Martinis.

.martinis
Mas aí eu me lembro que já escrevi sobre os mesmos Martinis, na minha Leve Introdução ao Universo dos Martinis e eu só me perdôo porque isso aconteceu em 25 de novembro de 2007.
.
Quatro anos é mais do que o suficiente pra uma tendência passar, não acha? De lá pra cá, revisitamos os clássicos, criamos subgrupos e famílias para eles e adicionamos todo e qualquer ingrediente, seja sólido, líquido e até sublimado.
.
Harmonizamos líquidos azuis com cerejas, decoramos as taças com calda de chocolate e para os mais gulosos guarnecemos com bala toffee com embalagem….pois é, tudo isso já passou pelos meus olhos e de quem está atento à coquetelaria atual. a maldição dos martinis
.
Nos tornamos reféns de uma taça, uma baixa temperatura que poucas vezes foi alcançada, uma técnica de preparo, (batido e coado duplamente) e muito ego no ar. Em geral, é isso que os excessos dos Martinis deixaram em nossos bares.
.
Atualmente os campeonatos estão na moda e de 10 receitas, no mínimo 7 são martinis. As bases geralmente são formadas por destilados, frutas e algo mais.
. Aliás, podemos até dizer que no refinamento da falsa mixologia, qualquer caipirinha coada e em taça Y foi transformada num tentativa frustrada de virar um clássico.martinis
.
Do ponto de vista psicológico da coisa, os Martinis deixaram a muito de ser um real desafio, mas apenas um porto seguro para bartenders que, inseguros em se lançar em novos mares e copos, se apoiam numa falsa idéia de que “por aqui é mais fácil, é mais cômodo ou sou mais entendido”.
.
Por favor, quero meu drinque em um shot, uma taça napoleon/brandy, um high ball ou até um old fashioned…. (porque minha mão não é de Lego e eu consigo segurar outras taças).
.
Para quem ainda não percebeu, a Maldição dos Martinis está a solta e todo bartender que tentar se esconder atrás de uma taça pode correr o risco de ser desmascarado em breve.
.
Para mim, já deu. Malditos Martinis, afastai-vos!

Receba nossa newsletter com os melhores artigos do universo da mixologia.

Obrigado por se inscrever!