Aprenda a preparar o Muscade, drinque do bartender João Vieira

Durante séculos uma pequena noz fascinava os europeus, mas ninguém sabia sua origem exata. Trazidas por mercadores árabes, o local onde era produzida era um mistério. Foi somente em 1511 que, em nome do rei de Portugal,  Afonso de Albuquerque conquistou o porto de Malaca e a partir daquele centro comercial asiático da época conseguiu descobrir a misteriosa origem da noz-moscada.

Os navios tomaram o rumo ilhas de Banda na Indonésia para voltarem abarrotados para a Europa. Com a ajuda de mercadores holandeses mais alguns séculos, o cultivo se espalhou para diversas outras regiões tropicais do mundo.

Em busca de um drinque tropical com frescor e um toque de brasilidade, João Vieira criou o Muscade. O nome vem de noix muscade, como os franceses chamam a especiaria. Na base, a potência de um bourbon que se dilui com a presença do maracujá e do suco de limão siciliano. Como dulçor, xarope de açúcar.

Mas a complexidade do Muscade está mesmo na noz-moscada ralada sobre a mistura final. Um sabor que se sobressai e tornam o drinque uma combinação perfeita para ser degustado com carnes, aves e frios.

A trajetória de bar de João Vieira começou em 2000 após um curso de bartender no Senac, seguido por uma formação na ABB e em 2008 outra pela IBA. Formou-se ainda em administração de empresas no ano de 2012.

Lá no começo, o padrinho Mestre Derivan foi a primeira figura de inspiração em um momento em que a coquetelaria ainda estava longe de ter a relevância que tem hoje.

O primeiro balcão de João foi no Montana Grill, na sequência Charles Edward, depois The Orleans, inaugurou o Squat na Alameda Itu, esteve no Sonique, Marakuthai, Eñe, Myk, La Maison est Tombée e Camden House. Atualmente é chefe de bar do The Juniper 44º.

Dentre as viagens, destaque para uma passagem pelo México em 2013 a convite da José Cuervo. Já em campeonatos, VLR de Grey Goose em 2013, além de participações no Grand Prix Havana Club, Absolut Creative e Cuervo Dons of Tequila.

APRENDA A RECEITA

50 ml de bourbon whiskey
1 maracujá fresco
10 ml de limão siciliano
15 ml xarope de açúcar 2:1
pitada de noz moscada ralada

Em uma coqueteleira com gelo adicione o bourbon, xarope de açúcar, a polpa do maracujá e o suco de limão siciliano. Bata vigorosamente para criar uma espuma.
Separe o copo e coloque gelo. Utilizando uma peneira fina, coe para o copo.
Finalize com a noz-moscada ralada por cima do drinque.

Receba nossa newsletter com os melhores artigos do universo da mixologia.

Obrigado por se inscrever!