Por dentro do Dandara, drinque da bartender Michelly Rossi na grande final do Bacardí Legacy 2018/2019

Dandara é um dos três drinques finalistas da competição global Bacardí Legacy. O drinque criado pela bartender paulistana Michelly Rossi.

Junto com os bartenders Ariel Todeschini, de Curitiba e Tom Oliveira de Florianópolis, Michelly completa o trio eleito para disputar o prêmio maior no Brasil em busca da vaga para Amsterdã, Holanda onde ocorrerá a final global.

A experiente bartender Michelly Rossi chefia o bar Fel, localizado no centro de São Paulo e que traz à tona os clássicos da coquetelaria que foram esquecidos de 1862 a 1951.

O currículo de Michelly é extenso, por muitos anos ela esteve presente em bares da cena paulistana e entre todos os balcões que passou, destaque para balcões como o Alberta#3, A Casa do Porco, Clos de Tapas e por fim o premiado Frank Bar, por onde esteve por quase dois anos.

Quem foi Dandara?

Dandara foi a guerreira mais importante do Quilombo dos Palmares, no período colonial brasileiro e símbolo de resistência até hoje.

O coquetel Dandara foi a origem do projeto Eu Bebo Sozinha, sua inspiração veio da luta das mulheres por liberdades e direitos.

O projeto Eu Bebo Sozinha tem como objetivo a conscientização sobre temas voltados para igualdade de gênero e outros temas feministas. A ideia é incentivar as mulheres a frequentarem os bares e como agir diante de algumas situações, assim como trazer mais mulheres para trabalhar e mostrar que temos um potencial enorme, mesmo em um meio tão masculino.

“Dandara é a materialização da luta das mulheres por liberdade. Liberdade de sermos nós mesmas, de termos em nossas mãos, as rédeas de nossas vidas. De estarmos onde quisermos estar, no nosso lugar. Um coquetel com personalidade, com um perfil encorpado e complexo, assim como o legado da nossa luta.” afirma a bartender.

Como é o drinque?

Para Michelly, é um coquetel com um alcance muito bom, já que “mesmo as pessoas que costumam beber coquetéis com menos camadas de sabor, gostam muito dele. Costumo indicar para bebedores de Manhattan, Old Fashioned,  Vieux Carré, Adonis e Old Hickory, toda essa linha de espíritos envelhecidos e vermute.”

“Sensorialmente ele é bem complexo e encorpado… com notas de frutas secas, baunilha e casca de laranja. Bem equilibrado em dulçor e amargor, ao mesmo tempo que tem uma leve acidez trazida pelo jerez, uso o aceto para ela aparecer um pouco mais” conclui a bartender.

aprenda a receita

Dandara 

50 ml Bacardí Reserva 8 Años
15 ml Jerez Manzanilla
15 ml Amaro
1 dash de Aceto Balsamico di Modena
A3 lances bitter de laranja

Através do método de throwing , misture todos os ingredientes com gelo. Sirva coado no copo baixo com um cubo grande de gelo.

Finalize espremendo os óleos de uma casca de laranja e decore com uma casca de laranja.

A grande final acontece em São Paulo no dia 25/02, e você acompanha através do Mixology News todas as informações do Bacardí Legacy 2018/2019.

Acompanhe aqui os outros drinques que concorrem ao prêmio final.

Aprenda a preparar o Lazo, de Ariel Todeschini, de Curitiba

Aprenda a preparar o Ocho Maneras, de Tom Oliveira, de Florianópolis

Receba nossa newsletter com os melhores artigos do universo da mixologia.

Obrigado por se inscrever!