Margarita , entenda as vantagens e desvantagens de se usar a flor de sal ao invés de sal refinado.

Não há provas concretas de quem inventou o drinque Margarita, mas a história mais aceita é de que foi inventado em outubro de 1941, no México, pelo bartender Don Carlos Orozco.

Numa bela tarde estava fazendo várias misturas em busca de um novo drinque, quando Margarita Henkel, filha de um importante embaixador alemão, chegou em seu bar. Don Carlos deu a bebida que havia acabado de inventar para ela beber e, como foi a primeira a provar, resolveu colocar o nome dela no drinque.

Mas o que é essa tal bebida Margarita?

Nada mais do que uma mistura de tequila com licor de laranja com um pouco de suco de limão fresco, servida com sal na borda da taça, a conhecida crusta de sal.

O mais tradicional é usar o sal comum, que é o sal refinado, mas será que vale a pena trocar pela tão falada flor de sal, um dos ingredientes gourmets mais procurados na gastronomia? Vamos descobrir…

AÇÃO NO ORGANISMO

Sal refinado: por conter grandes quantidades de sódio, pode elevar a pressão arterial, estando essa envolvida com as doenças do coração, além de promover a retenção de água quando se passa da quantidade máxima consumida, que é de 5 gramas por dia. Só para constar, atualmente a população brasileira ingere cerca de 12 gramas por dia, ou seja, mais do que o dobro da recomendação. Isso porque o sódio é usado também como conservante nos alimentos industrializados. Nota 0 para ele.

Flor de Sal: tem ação vasodilatadora, ou seja, ajuda a diminuir a pressão, por conta da presença marcante do potássio. Por conter outros minerais, ajuda a regularizar as funções do corpo. Nota 1.

 

margaritaNUTRIENTES E COMPOSIÇÃO

Sal refinado: ele é produzido a partir do sal marinho, de onde são extraídos diversos nutrientes, como bromo, enxofre, magnésio e cálcio,  e adicionados muitos químicos, altamente prejudiciais à saúde. Ele recebe óxido de cálcio, também conhecido como cal de parede, para deixar o sal mais soltinho e assim não grudar nos saleiros e nem perder concorrência. Esse componente favorece o aparecimento de pedras nos rins e na vesícula biliar, além de disfunções na tireóide, como nódulos e câncer. Recebe mais alguns aditivos, resultando num sal mais agradável: branco, brilhante e soltinho. Nota 0.

Flor de Sal: é constituído pelos cristais de sal que se formam na superfície da água durante a produção de sal marinho, nas salinas. São retirados antes de se depositarem no fundo, onde se forma o sal marinho. Tem bastante magnésio, iodo, ferro, cálcio e potássio. Com isso, nota 1.

 

ESTÉTICA

Sal refinado: se apresenta sempre bem branquinho, brilhante, na maioria das vezes seco, mas algumas vezes meio úmido, e em geral seus grãos são regulares e bem separados, soltos. Digamos que ele é elegante. Nota 1 ao sal.

Flor de Sal: normalmente possui um tom meio acizentado devido à areia que existe no processo de produção do sal. Em casos mais raros, por conta da presença da microalga Dunaliella Salina, recebe uma linda cor rosada. Ela pode ainda ser encontrada com diversos tipos de misturas e aromatizadores, podendo ganhar novas cores. Tem textura macia e crocante. Nota 1 para essa diversidade de aparência desse tipo de sal.

 

SABOR

Sal refinado: quando estamos com pressão baixa sempre vem um ser colocar sal debaixo da língua, e qual a cara que fazemos? De yécooooolllll. Ou seja, seu sabor não é lá muito agradável. O maior problema do sal refinado é que ele é uma pancada de sabor salgado sem nenhuma complexidade, bem aquele produto pra jogar um punhado na panela de feijão e salgar tudo. Sem nota.

Flor de Sal: tem o poder de realçar o sabor com delicadeza, sem fazer com que o alimento perca seu sabor original. Tem sabor bem mais concentrado, devendo ser usado em pequenas quantidades. Ao mastigar o grão há uma explosão de sabores. Merece nota 1.

 

PREÇO E ACESSIBILIDADE

Sal refinado: em toda esquina você consegue comprar um pacote de sal refinado a um preço super acessível. Por isso, vamos de nota 1.

Flor de Sal: não é uma tarefa das mais fáceis encontrar flor de sal, pois a venda de grande parte dos tipos internacionais é proibida no Brasil, devido à obrigatoriedade de se adicionar iodo a todo sal comercializado aqui. Mas há agora diversos produtores nacionais, o que torna um pouco mais fácil ir ao seu encontro. Por ser um produto artesanal e relativamente escasso, em que a cada 80 quilos de sal marinho tem-se a extração de apenas 1 quilo de flor de sal, seu valor é alto. Nota 0.Quem ganha o placar de hoje é a flor de sal, com 4 pontos, contra 2 do sal refinado!

Sendo assim, desafio um bartender a fazer a margarita com a flor de sal, provar, ou fazer para alguém provar, e depois postar aqui a experiência que passaram. Acredito que a Margarita, além de se tornar mais saudável, ficará com um tom bem mais delicado e elegante.

Quer saber mais sobre alimentação saudável? É só acompanhar no Entre Legumes e Verduras. 

Receba nossa newsletter com os melhores artigos do universo da mixologia.

Obrigado por se inscrever!