Prove que é um ser humano: 7   +   4   =  

Aprenda a preparar o drinque E a Onça Nem Rugiu de Leonardo Massoni

Pelo interior do Brasil a onça é animal de fascínio e medo. Circula pelas matas e campos durante a noite e deixa sempre pistas de sua presença. Sejam pegadas ou animais de criação mortos. Natural portanto que exista uma mitologia ao redor desse grande felino, uma delas é imaginar tomar leite de onça.Do mito à realidade, o leite de onça que normalmente se bebe é um tradicional ponche que na sua receita clássica envolve basicamente leite condensado, cachaça e leite de coco. Existem mil variações no geral com uma textura parecida com o Alexander, drinque tão poderoso quanto Alexandre, o Grande, conquistador da Antiguidade.

O ponche “E a Onça nem Rugiu” de Leonardo Massoni aguça a memória do paladar, mas é muito mais bem equilibrado do que misturar cachaça com leite condensado. Até porque são um total de 15 ingredientes, sendo 4 alcoólicos. O resultado é saboroso, de evolução controlada, aveludado e refrescante, perfeito para festas. Tanto que a estreia da batida foi na Trabuca Junina, comemoração temática da casa paulistana.Para voltar aos ingredientes, o conhaque e a cachaça formam uma base levemente amadeirada e persistente, enquanto o rum destaca o sabor do leite de coco. Para fechar os destilados, a vodca auxilia na infusão dos demais ingredientes, deixando claro o sabor das cascas de abacaxi e laranja. O coentro adiciona um pouco de secura, ao mesmo tempo em que a canela, o cravo e o chá verde dão o toque de especiarias. A combinação de clássicos da mistura tradicional com os demais componentes do ponche ajudam no arredondamento do paladar, de grande proximidade com original. Tudo sem o dulçor exagerado do leite condensado.

APRENDA A RECEITA

E a Onça nem Rugiu

200 ml de cachaça branca
100 ml de rum branco
100 ml de conhaque
100 ml de vodka
10 g de cravo em flor
10 g de canela em pau
10 g de coentro
20 g de chá verde
150 g de açúcar demerara
20 g de casca de abacaxi
10 g de casca de laranja
20 g de ácido cítrico
260 ml de água filtrada
100 ml de leite de coco com bastante gordura

Adicione todos os ingredientes, exceto o leite de coco, a um recipiente, mexa bem com o auxílio de uma colher para dissolver o ácido cítrico, feche e acondicione em um geladeira. Deixe em infusão a frio por 24 horas.

Depois das 24h coe bem a mistura em uma peneira comum. Retorne a mistura para a geladeira e deixe de lado por enquanto. Ferva o leite de coco, cerca de 5 segundos após levantar fervura, retire do fogo e jogue o leite fervido direto na mistura gelada. É preciso que o leite coalhe.Com uma colher misture um pouco o conteúdo.

O leite coalhado ajuda a fazer um coagem fina. Coe primeiro com uma peneira comum, retirando os excessos, depois vá deixando a sua peneira mais fina com o auxílio de filtros e tecidos (certifique-se que o tecido não solta cor e que ele esteja limpo e sem uso anterior). Feito isso, é só gelar e servir num copo baixo com gelo.

Receba nossa newsletter com os melhores artigos do universo da mixologia.

Obrigado por se inscrever!