Prove que é um ser humano: 6   +   2   =  

Como acertar em campeonatos de coquetelaria com dicas incríveis

Aprenda a participar de campeonatos de coquetelaria com mais sucesso com as dicas imperdíveis de Marco De la Roche.

Um campeonato se ganha nos detalhes.

Essa é a única máxima que eu gostaria que os bartenders lembrassem ao se preparar para um campeonato.

Nos últimos dois meses, tive o prazer de percorrer o país provando mais de 70 drinques diferentes de bartenders competentes, criativos e ambiciosos. Queriam conquistar a vaga para a final do Vive La Révolution 2013 que acontece semana que vem em São Paulo.

Porém, como eu já te disse e direi novamente nesse post, um campeonato se ganha nos detalhes. E assim se distanciaram classificados dos competidores.

Um time fantástico de juízes foi escalado para acompanhar as etapas e de acordo com as regras do jogo, definir os classificados. Pela primeira vez em mais de uma década de bar, pude ver um campeonato apenas com juízes técnicos, sem interferência de paraquedistas de plantão.

Deixo aqui meu agradecimento para Tony Harion, Sylas Rocha, Alex Mesquita, Jean Ponce além do Marcelo Serrano e Joe McCanta, que estarão na grande final. Aprendi muito dividindo esse tempo com vocês.

A todos competidores, meu mais humilde obrigado. Vocês foram fantásticos mesmo. Não me lembro de nenhum participante que não tenha ido além dos seus limites. Todos seus acertos e erros me fizeram um profissional melhor. Obrigado.

Esse texto só se chama Parte 2 porque nosso colunista Tony Harion preparou uma Parte 1 especial! Não perca.

Então separei algumas dicas e observações que pude colher para dividir com vocês. Lá vai!

 

Fique bem na fita (e na foto)dresscodebar

Só isso não o tornará campeão, de fato, mas ter uma boa apresentação pessoal no dia da sua apresentação pode somar pontos importantes. Então vamos direto ao ponto.

Cuidado com as unhas, mantenha-as sempre bem aparadas caso trabalhe com manipulação de alimentos.

Ter cabelos longos é uma característica da sua personalidade, cuide dele assim como cuida de você. Espero que você cuide de você.

Escolha roupas que você vá se sentir confortável e que seja condizente com o momento que se apresentará. Se você se sente confortável com uma camisa aberta mostrando os pelos peitorais, pense se as pessoas se sentirão a vontade também.

Por último, evite excessos. Eu pelo menos, procuro primeiro o conteúdo para então olhar para a forma.

 

Raio de shake | Técnica Genuinamente Brasileira

raiodeshakeO Japão foi responsável por globalizar uma das últimas e mais importantes técnicas da década passada, o Hard Shake. Graças à Hidetsugu Ueno, sabemos hoje o que é e como usar um Hard Shake de qualidade. Veja aqui.

Parece que no Brasil, nós estamos criando uma nova técnica, genuinamente brasileira, que eu carinhosamente chamo de Raio de Shake. O que raios é um Raio de Shake?!

É como os bartenders brasileiros, em sua grande maioria, estão batendo, shakeando, agitando suas coqueteleiras.

Não chame de Raio de Shake, ou uma tentativa de Hard Shake, algo que não tem motivo, própósito, finalidade e técnica suficiente para receber tal denominação. Apenas agite.

Em outras palavras, não rotule errado algo que pode simplesmente ser bom, faça-o bom.

Seus instrumentos são suas armas

Entre numa batalha com armas ruins e sairá perdedor. É inadmissível que um competidor se apresente para conquistar um campeonato brasileiro com equipamentos e utensílios de baixa qualidade, sucateados ou então mal cuidados e sujos. Inadmissível. Um campeonato se ganha nos detalhes, não se esqueça.

Alguns exemplos que normalmente encontro por ai: Socadores sujos ou encardidos pelo tempo. Strainers que sequer foram lavados para retirar o adesivo da empresa que o vendeu. Taças e copos com a borda trincada. Peneiras finas encardidas ou então sujas de outros carnavais.

muddlers-closeup

Treinamento é o alimento dos campeões

Quer ser um Balboa, treine como um Balboa. Quer ser um campeão, treine como um campeão.

Pense bem, treinar é uma ótima oportunidade de tomar uns drinques a mais, de convidar amigos e amigas para degustar os drinques que vc preparou e pedir para eles ajudarem você a se acostumar com a sua apresentação.

Ora, porque não treinar?!

Porque bartender acha que o trabalho que faz no bar é igual a uma apresentação e não é.
É no treino que você se permite descobrir que uma coagem dupla fará toda a diferença na textura, que a biqueira que está levando vai vazar na hora H, que uma guarnição não se encaixará bem à taça como você imagina…são tantos detalhes que podem ser melhorados.rockybalboa

Tic Tac, Tic Tac, o tempo não pára

É isso aí. O tempo não pára pra ninguém.
Cada campeonato tem suas regras, tempo de apresentação e punições para tempo excedido.

Infelizmente, muitas apresentações fantásticas são totalmente prejudicadas por não se encaixarem dentro do tempo previsto e essas punições podem colocá-lo fora do páreo.

Se organize, treine a apresentação e tenha um olho no drinque e o outro no cronômetro.tictac

Coerência é a alma do negócio

Seja quem você é sempre. Quando uma apresentação é coerente, os ingredientes, a música, a roupa, a taça, o shake, a guarnição se auto explicam e se complementam. Isso é lindo de ver.

Para chegar nesse ponto, o competidor precisa se envolver profundamente com o conceito da sua apresentação, do momento que ele vive e que a marca ou o campeonato também estão passando, para então começar a pensar em sabores, cores e textura que poderiam compor essa história.

Uma apresentação é uma história a se contar.
E quem vive uma vida boa sem uma história para contar?! Não tem graça.

Só então defina o conceito da sua apresentação e se preocupe em escolher ingredientes, quantidades e técnicas.

Seja coerente com a sua história e os ingredientes surgirão na hora certa.

 

Receba nossa newsletter com os melhores artigos do universo da mixologia.

Obrigado por se inscrever!